sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Diários de Campanha VII

Na véspera de encerrar a campanha, ficam aqui algumas notas sobre as ultimas cartadas dos principais partidos:

O Partido Socialista e seu Secretário Geral desta não pedem maioria absoluta. Ao contrário do que foi o seu discurso durante o ano, Socrates já percebeu que não vai ganhar folgamente. Esta atitude será um piscar de olho ao Bloco?

O PSD nas palavras da sua lider, diz que fez a campanha que imaginou. MFL teve uma atitude mais serena e verdadeira do que anteriores lideres em anteriores actos eleitorais. Tirando os excessos de Paulo Rangel, a Senhora Dra. teve o partido todo a seu lado. Ex-lideres incluindo. Chega ao fim com possibilidades de discutir a vitória.

O BE é a grande surpresa. A provavel terceira força politica está a um pequeno passo de se tornar governo coligado com o PS. É o cenário pós-eleitoral mais certo. Louça quer 500mil votantes para roubar a maioria ao PS e poder ser governo. Mais vai avisado : Se estiver no governo muita das suas reinvindicações nunca poderão ser postas em prática.

O PP quer crescer. Depois da mega derrota em 2005, voltou em força nas europeias. Está diferente este partido mais "moderno" como diz Paulo Portas. Tem novos rostos à sua volta. Pessoas com ideias novas que não estão agarradas aos valores da "velha" direita tradicionalista. Está mais PP do que CDS.

O PCP só será governo se Socrates mudar de politicas. Ora como o PM não o irá fazer, será o BE a ocupar o lugar dos velhos comunistas. Até porque o PCP português tem pouco a ver com o que era à 35 anos. Não mete medo a ninguém!

Depois disto, o que falta para um destes vencer?

PSD fez a campanha que imaginou BE quer 500mil PCP so ha acordo se PS mudar de politica PP quer crescer....

1 comentário:

Francisco Castelo Branco disse...

É a confirmação de que Socrates anda mesmo mansinho depois da derrota nas europeias.

Ficou diferente.
Se em Janeiro, Fevereiro e Maio nas entrevistas que concedeu, o PM pedia Maioria absoluta convictamente, a dois dias das eleições o PM acalmou.

Isto pode querer dizer uma de duas coisas:

- Que o PM ja nao esta assim tao confiante como transparece

- que se prepara uma coligação BE-PS....

qual das duas será?
e haverá mais?

Share Button