Etiquetas

terça-feira, 14 de julho de 2009

Vida Longa ao Rei

Este último sábado, dia 11 de Julho, aconteceu um evento histórico diante de um Maracanã lotado por 60 mil pessoas: o "Rei" Roberto Carlos deu um show comemorando os seus 50 anos de carreira.

Roberto Carlos é um ícone da música brasileira e um ídolo quase que unánime no Brasil. Muito embora eu não seja muito sua fã, tenho respeito por sua história e seu trabalho, pois não é qualquer um que após 50 anos de carreira consiga mover multidões como ele.

Abaixo coloco uma reportagem sobre o show e a entrevista que a, sempre excelente, jornalista Patrícia Poeta fez com o Rei depois que acabou o espetáculo:

REPORTAGEM RJ TV ENTREVISTA FANTÁSTICO

Long Live the King!

Larissa Bona,

PS: Hoje é um dia importante, dia da Queda da Bastilha. É um dia bom para refletirmos qual o real significado da República e se ela é como deveria ser em nossos países.

3 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

Roberto Carlos é um icone da cultura e Musica Brasileira.
Merece todos os elogios.

euzinha disse...

Eu tb nao sou fã,mas admito que certas musicas emocionam e tb emociona vê como ele ainda mexe com os sentimentos das pessoas..prova vida,minha mae fanatica em casa...rsrs

Quase Blog da Li disse...

Roberto Carlos é merecedor de todo o respeito de seus fãs e não fãs.
Muito acima da "Jovem Guarda",
do misticismo, das lindas músicas romanticas,
só ele poderia gravar (em 1971) "Como Dois e Dois" do Caetano Veloso em plena ditadura militar:
"...Quando você me ouvir chorar
Tente não cante não conte comigo
Falo não calo
não falo
deixo sangrar
Algumas lágrimas bastam pra consolar
Tudo vai mal, tudo
Tudo mudou não me iludo e contudo
A mesma porta sem trinco,
o mesmo teto
E a mesma lua a furar nosso zinco
Meu amor
Tudo em volta está deserto
tudo certo
Tudo certo como dois e dois são cinco..."

E preparar o caminho da volta do exílio do mesmo Caetano com a carinhosa canção dedicada a ele; "Debaixo dos Caracóis do seus Cabelos":
"Um dia a areia branca seus pés irão tocar
E vai molhar seus cabelos a água azul do mar
Janelas e portas vão se abrir
pra ver você chegar
E ao se sentir em casa,
sorrindo vai chorar
Debaixo dos caracóis dos seus cabelos
Uma historia pra contar
de um mundo tão distante..."

Merecidamente, também ganhou uma belíssima canção de Caetano Veloso (1978) "Força Estranha"
"...Eu vi muitos cabelos brancos
na fronte do artista
o tempo não pára
no entanto ele nunca envelhece.
Aquele que conhece o jogo,
o jogo das coisas que são.
É o sol,
é o tempo,
é a estrada,
é o pé e
é o chão.
Por isso uma força me leva a cantar
Por isso essa força estranha
Por isso é que eu canto,
não posso parar
Por isso essa voz tamanha..."

50 anos com muita coragem, respeito e dignidade!

abçs
li

Share Button