Etiquetas

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O Triunfo da Política (dos Porcos)

O porco é um animal que se presta a comer tudo à sua volta. Sem hesitar e se a sua fome assim o exigir, é capaz de engolir o dono, que o tratou de engordar durante anos. Come-lo-à com o mesmo prazer com que se alimenta de bolota, milho, batata ou rações reforçadas. Come-lo-à pois é de seu desígnio comer, para depois, observando-se a hierarquia da vida animal, ser comido. Ao comer e ser comido o porco se cumpre.

Anteontem vimos como a carne de porco vem já embalada em porções desejadas e indesejadas, para que todos possamos escolher entre a verdade de um ex-ministro ou a verdade de um outro apoiante do bloco central. É que neste país onde o Estado até é capaz de criar o privado e onde as instituições todas nasceram a partir da legitimação do “cima para baixo”, não há espaço para outros animais brilharem.

Por isso continuamos neste triunfo da política que não é mais do que um outro triunfo dos porcos comilões, dos que enriquecem com a política, dos que não pedem desculpa, dos que vestem hoje preto e amanhã branco consoante o desfile de moda que melhor os convier.

2 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

Parvos somos nós que continuamos a votar neles....

Mas que fazer?

Acreditar que as coisas vão mudar?
Ou votar para ficar tudo na mesma?

Em Portugal temos o caso freeport
Em Inglaterra a questão do uso de dinheiros publicos
Em Espanha o desemprego que nao para de subir....

que fazer?

expressodalinha disse...

Este caso é muito à base de entrecosto. Muito osso para rilhar. O caso Freeport é mais costeleta. Caso com mais substância, embora com osso duro de roer. O Governador, é a cachola!

Share Button