segunda-feira, 30 de março de 2009

Obama quer comprar carro...

Barack Obama para ajudar á reestruturação financeira da GM e da Chrysler pediu a demissão do Presidente da primeira empresa.
Para que haja uma injecção de capital e que esta empresa do ramo automóvel seja salva, Obama pediu a demissão do Presidente de uma empresa privada. Será admissivel? Chantagem?
Se há coisa que é verdade, é que os EUA precisam do sector automovel para sobreviver. Mas daí a chantagear um presidente de uma companhia privada é algo atónito. Incompreensivel no mínimo! Apesar de Obama ter pedido sacrificio a todos , isso não engloba uma demissão do seu Presidente. Pelo menos, no meu ponto de vista.
O que está a acontecer com esta crise é uma "intromissão" dos governos nacionais na gestão danosa das empresas privadas. Cá em Portugal aconteceu com os bancos, nos EUA parece estar a acontecer com o ramo automóvel.
Se Socrates decidisse demitir o Presidente de uma empresa do ramo automovel, não choveriam logo criticas? Não estariamos perante uma violação do estado de direito. Da separação dos poderes do Estado?
Por muito que seja necessário injectar capital e salvar uma empresa, nunca podem os governos se intrometer na sua gestão. Mesmo que esta seja danosa.
Muito menos demitir directores de empresas......

2 comentários:

expressodalinha disse...

Há muito que a orientação política dos governos devia ter sido a de automóveis sustentáveis. Andaram a aproveitar o petróleo barato. Agora é tarde!

Tá-se bem! disse...

Mas isso seria normal... Qualquer coisa que Sócrates diga.. Pimba nas orelhas!
(Há uma conjura em volta do coitado!) :p dizem..

Abraçooo :)

Share Button