terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Carnaval no Brasil


De cima para baixo: Desfile das Escolas de Samba na Marquês de Sapucaí; Ivete Sangalo, a "Rainha do Brasil" puxando trio em Salvador; os Bonecos de Olinda!

Hoje posto diretamente de Salvador, na Bahia. Estou aqui para festejar o Carnaval, o maior espetáculo da terra!


É pública e notória a paixão do povo brasileiro pelo Carnaval. Aliás, é uma das maiores manifestações culturais do Brasil e é onde temos nossa marca registrada.

Durante o Carnaval, este país para e as pessoas saem às ruas para celebrar a vida, a música e alegria de viver do povo brasileiro, apesar dos pesares.

A magia do Carnaval revela-se justamente no fato de que se trata de uma festa popular, onde todos, independentemente de sexo, língua, religião e condição financeira e social, participam.

Todo o Brasil comemora o Carnaval, mas são nas cidades do Rio de Janeiro, Salvador e Olinda onde se concentram as maiores manifestações populares.

No Rio de Janeiro, temos os já eternizados desfiles das escolas de sambas, com mulatas seminuas, Samba e baterias cujo som é um misto de energia e emoção.

Definitivamente, ouvir a batucada de uma bateria de escola de samba desperta uma sentimento indescritível, não há como expressar isso por meio de palavras.

Em Salvador, temos o Carnaval de rua, com blocos de Axé puxados por trios elétricos. É a minha forma preferida de Carnaval, correr atrás do trio é fantástico, sigo a filosofia da canção de Caetano Veloso “atrás do trio elétrico só não vai que já morreu”.

São cerca de 8 horas de percurso com artistas em cima de caminhões, que na verdade mais do que carros, tratam-se de estruturas gigantes com mega produções que não fazem feio frente à Hollywood, seguidos por multidões hipnotizadas pelo Axé.

Este ano de 2009 é muito especial para o Carnaval de Salvador, pois se completam 60 anos do bloco de afoxé Filhos de Gandhy, onde apenas homens podem participar e que foi criado por estivadores soteropolitanos inspirados em Mahatma Gandhi e seu clamor pela paz.

E por fim, em Olinda temos o sobe e desce das ladeiras das ruas históricas ao ritmo do frevo e com a companhia dos Bonecos de Olinda, que são bonecos gigantes feitos de pano, madeira e papel.

Para nós, brasileiros, o Carnaval é o evento mais importante de nosso calendário, mais importante até do que o Natal. Por isso, sempre brincamos que nada funciona no Brasil antes do carnaval, porque para nós o ano só começa de fato na quarta-feira de cinzas.

Viva o Carnaval.


Larissa Bona

4 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

Oi Larissa

estava a espera que postasse sobre o Carnaval...

Porque e que o carnaval tem essa importancia no Brasil? alguma razao historica? social?

Daniel Silva disse...

Não gosto muito do carnaval. A gostar que seja o de Veneza... è vtao diferente...

Bruno Gonçalves Bernardes disse...

Ahhh se a polícia portuguesa lá estivesse era tudo preso após uma queixa crime que o senhor juíz não censuraria, pois estaria a violar o código do processo civil; cá agora mulheres seminuas e coisas dessas! Tudo para a choldra e uma bolinha vermelha no canto do ecrã! Viva o carnaval como manifestação do fervor - a maior expressão de perserverança na busca da felicidade! Bem haja

Bruno Gonçalves Bernardes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Share Button