Etiquetas

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Já afirmava Albert Einstein....

Como está plasmado na frase de abertura deste blog, a imaginação é mais importante que o conhecimento. Esta frase é de um conhecido génio. Albert Einstein.
Não sei se já ouviram falar dele, mas foi graças a ele que hoje em dia sabemos muitas coisas. Concordo com ele, quando afirma esta frase.
Não importa o conhecimento sobre as matérias, o estudo que fazemos delas, a pesquisa para procurarmos a solução correcta.
O mais importante é a forma como abordamos essas matérias, estudos ou pesquisas. A maneira como as vemos, como as relacionamos com outras situações da vida. Não interessa a parte cientifica, mas sim a parte imaginária.
Sem imaginação não conseguimos nada. Ao abordarmos uma questão sem imaginação estamos a render-nos á evidência de que aquilo que foi dito é a solução acertada. E nem sempre é assim. Não podemos aceitar que tudo aquilo que nos dizem é verdade ou que não há outras formas de abordar o problema.
É neste campo que entra a imaginação.
Com ela conseguimos visualizar o problema de outra maneira e de arranjar uma solução diferente daquela que a maioria das pessoas preconiza. É importante imaginar de que forma seria resoluvel um determinado problema se actuasse de certa maneira. É por aí que se arranjam soluções nunca antes pensadas ou sequer equacionadas. É a este ponto que Einstein quer chegar ao proferir esta frase.
Ao imaginarmos chegamos a uma nova forma de pensamento.
Com o conhecimento adquirimos o saber dos outros. Na imaginação não. Ela é totalmente nossa. Ninguém pode tirar a "nossa" forma de imaginar.
Tudo o que imaginamos provêm das nossas vivências, experiências e situações que nos permitem "viver" a nossa fantasia. A imaginação não provêm do conhecimento mas da nossa capacidade de "fantasiar"
Por tudo isto, o conhecimento não é mais importante que a imaginação..............

9 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

terá Einstein razao?

expressodalinha disse...

Tem, sem dúvida. Ninguém inova se não tiver imaginação. A imaginação é a mola que faz o mundo humano mover-se. O resto é inércia. Agora pergunto eu: imaginação é creatividade?

Francisco Castelo Branco disse...

É bastante expresso...

É alias, a base ou o motor da imaginação!
É através da criatividade que imaginamos, porque a criatividade é fruto da nossa imaginação

Tá pouco filosófico, mas acho que se compreende..

expressodalinha disse...

Ou a imaginação vem primeiro e a criatitividade depois?

Francisco Castelo Branco disse...

Ou imaginação será sinónimo de criatividade?


A imaginação vem primeiro. Esta nasce do nosso fantasiário e da nossa cabeça.
Imaginamos primeiro e depois somos criativos

expressodalinha disse...

Criateividade exige imaginação e acção.

Bruno Gonçalves Bernardes disse...

Vi o teu comentário no meu blog. Tenho passado as lentes pelo vosso. Quanto à imaginação penso que a ciência é ela também imaginação/abstracto/substracto, pois que a poesia continua mais verdadeira que a própria História. E penso que conhecimento não é uma lista de análises científicas, também o é o empirismo, pois não creio que possamos construí-lo apenas com bases positivistas. Quanto à imaginação, volto de novo a compará-la à poesia; no meu entender, é ela que tudo criou, que tudo estabeleceu, que por ela se criaram ideias abstractas, que por elas se morreu e se matou, se amou, tal como nos dizia Antoine de Saint-Éxupery.

Bem haja! Abraço

Cleopatra disse...

Ora aqui está um texto de que eu gosto.
Tudo porque a imaginação é a geradora de conhecimento.
Concordo em absoluto com esta afirmação. Bem escolhido Francisco!

Francisco Castelo Branco disse...

Não nos devemos limitar ao conhecimento.
Nem ás suas regras e condicionantes.
A imaginação liberta-nos dessas regras e da-nos a posssilidade de voar mais alto e com mais liberdade.

O conhecimento por si só nao nos satisfaz.
É preciso mais do q isso

Share Button