Etiquetas

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

ALERTA

A OCDE ontem reviu em baixa o crescimento económico português. E não só
Existem numero preocupantes:

Crescimento económico - 0.5%

Desemprego - entre 8,6 e 8,8%

Défice - 2,9 em 2009 podendo ultrapassar os 3% em 2010.....

Mesmo assim o Primeiro-Ministro diz que se trata de uma "recessãozinha"......

Que leitura fazem? dos numeros e das declarações?

14 comentários:

Anni Dória disse...

Obrigada desde já pela passagem no meu blog. Iniciei-me ontem nestas práticas bloguianas, pois sentia uma necessidade enorme de escrever tamanho turbilhão de pensamentos constantes. Sou uma apaixonada pelo jornalismo ( estou a tirar licenciatura ) e este vosso blog parece-me bastante interessante. Passarei a ser vossa visitante assidua :). Ana Dória

Ferreira-Pinto disse...

Não sendo eu um velho do Restelo, nem tendo o gabarito do Medina Carreira (nem todo aquele seu pessimismo), ouso dizer - e tenho-o escrito também - que estamos bem tramados!

Francisco Castelo Branco disse...

Também acho

mas o pior foi o discurso de Socrates durante este tempo e que no teu espaço colectivo tu bem criticaste...

Eu por outro lado, sempre acreditei em Socrates e no seu optimismo, pensando que as suas politicas iriam colocar uma barreira na crise.
até aplaudi o 2,2 do déficit publico
mas depois de ter ouvido os numeros ontem, fiquei com duvidas em quem votar daqui a um ano

expressodalinha disse...

Situação: era óbvio e esperemos que não seja pior. Declarações: perfeitamente normais de um PM, embora pudesse/devesse moderar um pouco o discurso... mas é um estilo, é um estilo!

Francisco Castelo Branco disse...

Mas um PM deve sempre falar vdd...

Sejam as noticias boas ou más

Outra coisa: Socrates sempre nos deu a sensação que estávamos no bom caminho, que a crise nao era connosco

mais:
Uma das bandeiras deste governo sempre foi o défice.
este ano foi de 2,6! se para o ano for de 2,9 como a OCDE espera é muito grave. Já que a meta era baixar para 2,2
Os numeros do desemprego são assustadores. e os do crescimento pouco animadores

Rafeiro Perfumado disse...

Além da óbvia, que estamos fecundados?

expressodalinha disse...

2,9??? A OCDE ESTÁ MAIS OPTIMISTA QUE O PM! Isto vai ser muito mais grave...

Sara disse...

Pois eu acho que dentro de três meses iremos entrar (UE) em deflacção... e isso, é bem pior que ingflacção a 15%... Mas isto passa... esperemos que dentro de uma ano e meio

Silvia /('.')\ disse...

Olá Francisco! obrigado por sua visita ao meu blog. fico feliz de conhecer o teu espaço, é vasto os temas aqui abordados. excelente!
:)

Filoxera disse...

Eu, não sendo uma pessimista, também não tenho os pés no ar, mas bem assentes no chão. E preparo-me para que a conjuntura ainda piore mais, nos próximos tempos.
Até breve!

Ferreira-Pinto disse...

Francisco, tenho para mim que um governante com visão de estadista deve ter um discurso que insufle confiança nas pessoas e na sociedade.

Quando ainda a batalha campal dos argumentos se fazia no plano interno, penso que Sócrates foi conseguindo equilibrar as coisas embora logo aí devesse ter começado a dar sinais que podia estar para suceder algo a pedir cautelas.

Nesta altura, em que é evidente que está tudo num estado calamitoso, penso que perdeu foi o Norte e não sabe nitidamente o que fazer e dizer.

Bem sabes que não tenho pejo em admitir as escolhas que fiz e por onde me movimento, mas o maior problema de Sócrates é não só o de ele próprio não acreditar em muito do que diz como o de não saber o que fazer.

A redução do déficit foi boa? Por muito que custe socialmente, foi.
Foi feita quando? Em tempos de vacas ainda aparentemente gordas. Agora que elas estão mirradas é que se vê o tocador.
Mas temo que se revele como os anteriores!

Francisco Castelo Branco disse...

Concordo com a ideia geral, mas discordo quando dizes Socrates "não acredita em muito do que diz"....

Na (minha) opinião, acho que Socrates está muito confiante em si. E sabe o que diz e porque o diz...
Na minha opinião, a razão para ele não admitir a crise é por confiar em si e nas suas ideias...

A minha duvida é saber se ele já sabia do que aí vinha, se "mentiu" os portugueses. Porque crises como esta não surgem do nada! Não aparecem por acaso...

Durante muito o seu discurso foi optimista demais! a meu ver, nunca admitiu q Portugal pudesse entrar na crise.
Como já discutimos muitas vezes neste espaço, parece que a crise chegava á fronteira com Portugal e encontrava uma barreira transparente e voltava para trás.

A questão dos investimentos publicos é outra questão.
Como por exemplo o TGV.
Continuará Socrates a insistir na manutenção de projectos megalómanos? como a terceira travessia do tejo....?

E mais, Socrates prometeu 150mil postos de trabalho e a taxa de desemprego é assustadora.
Nao tenho a certeza do que digo, mas durante a sua governação Socrates aumentou a taxa de desempregados....penso!

Pedro Fitch disse...

E hoje recusaram-se a mexer o que quer que fosse no Orçamento para 2009...

C.P.S. disse...

pois eu não acredito que Socrates saiba o que diz, mas que filosofa, filosofa...
parabéns pelo excelente blog

Cristina Piedade Silva

Share Button