domingo, 2 de março de 2008

Qual o verdadeiro poder de um boato?

Que poder tem um boato?

Nas nossas vidas, na politica, no desporto, na sociedade em geral..... Quem não se lembra do boato sobre o alegado caso entre o jogador do Benfica Calado e o cantor Melão? Meses depois o jogador foi jogar para Espanha.... E no processo Casa Pia? Boatos não faltaram.... Tirando estes, um boato pode destruir uma carreira, uma vida, ou mesmo uma relação. Não há maneira de os controlar. É a velha história de "quem conta um conto, acrescenta um ponto". Mas porque razão é que existem? É para nos fazer sentir mal com nós próprios ou para ter uma imagem destrutiva na pessoa. É negligênciável ou propositado? Na maior parte das vezes, o boato tem um alcance propositado, com o intuito de "prejudicar" a pessoa visada. Só que na maior parte das vezes, os boatos nem sequer têm um fundo de verdade. São "estórias" para entreter..... Mas pode um boato fazer com que mude a vida a uma pessoa? É claro que sim, depende da magnitude e alcance do mesmo. E se vai parar a sítios inimagináveis. Ou a lugares onde nunca se poderia saber. Nos dias de hoje, com um sem número de meios de comunicação, um boato pode ser fatal e se espalhar com muita rapidez .

O boato já vos afectou?

9 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Lembro-me sempre da piada em como não conseguiam fechar as contas do SLB, porque não sabiam se o Calado era activo ou passivo. Felizmente nunca fui abalado por boatos, estes tendem a afectar pessoas conhecidas...

Ricardo S disse...

Já fui vítima de um e quase afectou uma grande amizade.
Felizmente tinha provas da sua falsidade...
Mas a razão de quase todos os boatos é uma: inveja.
Cumprimentos.

expressodalinha disse...

Boatos e rumores são as mais antigas formas de comunicação social. São insidiosas e propagam-se como a peste. Não se sabe donde vêm, nem para onde vão. Destroem reputações e estigmatizam relações. São cobardes e maldosas. É raro haver um boato bom...
A única forma de as combater é lançar outro boato.

Tiago R. Cardoso disse...

Nunca fui vitima de algo assim.

Em Portugal muitas vezes o boato é mais forte que tudo, serve para levantar pessoas e arrasar outras.

Na maioria dos casos o boato transforma-se em facto.

quintarantino disse...

O boato é quase como a cicuta ... é um veneno e uma arma dos invejosos!

Já fui vítima do boato como arma de arremesso político.

Francisco Castelo Branco disse...

Os boatos mexem inevitavelmente com a vida das pessoas......

Sejam bons ou maus!

Em primeiro lugar, porque faz-nos pensar quem é que deitou cá para fora tudo isso.
É logo o primeiro pensamento.
Depois , perguntamos porque é que X deitou tudo isso cá para fora.
Qual a verdadeira razão....

Sinceramente, existe um pouco de maldade na transmissão do boato.
Quem faz tem sempre um objectivo...
Prejudicar outra pessoa, criar confusão, entreter ela mesmo com o próprio boato...

Será que os boatos têm algum fundo de verdade?

Acredito que sim! De alguma forma se vai buscar o boato...

ANTONIO DELGADO disse...

Aproveito para dar-lhe os parabéns por estes espaço que me parece muito bem estruturado e com temas pertinentes...possivelemente virei buscar este tema,o dos boatos, com a indicação da origem num futuro proximo. Posso dizer que já fui objecto de boatos mas que não lhes liguei nada. Infelizmente ele são e como o tarantino disse a cicuta dos invejosos. Um abraço e parabéns .
António Delgado

Francisco Castelo Branco disse...

Quin

Dos invejosos e dos frustados...
Daqueles que usam a sua frustação para prejudicarem os outros....

Será que há niveis de boatos?
uns que atingem mais do que outros?

BC disse...

Boa noite Francisco!
É evidente que um boato pode estragar inevitavelmente a vida de uma pessoa para além dos danos morais que pode causar.
Felizmente nunca fui alvo de nenhum.
Presentemente o que está a dar são sem dúvida os boatos que atingem as
figuras públicas.É lamentável
Um abraço
BC

Share Button