Etiquetas

terça-feira, 25 de março de 2008

Havana , cidade perdida?

Havana será mesmo uma cidade perdida?
Com uma ditadura que dura há mais de 50 anos, o povo cubano prepara-se agora para a revolução. Não tendo meios suficientes para defrontar o regime de Fidel, os cubanos vão encarando as suas vidas com um sorriso e uma alegria enorme de viver. Tocando música na rua, dançando salsa e mostrando o seu sorriso. Fazendo ver que apesar da ditadura, Cuba está viva. As casas antigas, os Chevrolets e Cadillacs dos anos 50 são a memória viva de uma nação que não renega o seu passado. Não faltam claro, os simbolos revolucionários. Porquê apagá-los, se fizeram parte da história politica? A força dos Cubanos é tanta que no dia em que cair o regime, ninguém os pára....... Havana não é nenhuma cidade perdida e Cuba está bem viva

12 comentários:

Anónimo disse...

"Não tendo meios suficientes para defrontar o regime de Fidel"


Caro Francisco, um dos grandes problemas do regime cubano é ter precisamente o apoio do povo.
É verdade que há cada vez mais dissidentes e descontentes, mas a larga maioria continua a ser a favor da "revolução".
A revolução é um processo, não um acto com princípio e fim. Aliás, o problema é mesmo esse, a larga maioria continua a pensar que a revolução está a progredir bem...
Quando a maioria for contra este regime, então haverá uma chance real de haver um golpe, uma destituição dos governantes (Raul e Fidel Castro), tal como aconteceu em Portugal.
A ver vamos...

Cumprimentos.

Ricardo S

Tiago R. Cardoso disse...

Bem de vida não diria, embora cante está proibida de falar.

Tânia Martins disse...

Está viva sim, embora pobre. Mas que o povo é que sustenta o regime isso é verdade, só não entendo como...

Tânia Martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
expressodalinha disse...

Porque se preocupam tanto com Cuba? Há outros regimes bem piores. Será pela proximidade doa USA?

Francisco Castelo Branco disse...

Não considero que o povo sustente a ditadura.

Acho que os cubanos têm pouca força.
Mesmo em termos militares.

Por isso é que ainda não se revoltaram a sério..

Mas, mais dia menos dia, a coisa vai lá....

Tânia Martins disse...

No regime de Baptisa o povo também parecia fraco mas a revolução fez-se e o regime caiu. No fundo acho que Fidel era um suporte estável para os cubanos. Se esse sentimento de confiança irá continuar, isso já não sei! Talvez tenhas razão Francisco e mais dia menos dia, a coisa vai lá!

Francisco Castelo Branco disse...

digo eu! Testemunhei isso quando estive agora em Cuba...

muy lentamente, mas se va mudar...

Cleopatra disse...

Francisco há muito mais para dizer e escrever.... fico à espera.

Francisco Castelo Branco disse...

Cara Cleo, isto foi só um apanhado daquilo que vi.

Claro que há muito mais para dizer.....

Isso terá de ficar para outro sitio....

Aqui só quis mostrar como Cuba tem muito para dar e que mais dia menos dia, a liberdade vai entrar naquela ilha...

Porque o que senti foi um povo que está a se libertar da ditadura.
E não podia ter acontecido coisa melhor do que a doença de Fidel...

Mas o que tem graça em Havana é exactamente esta visão....
Porque senão, era uma cidade igual ás outras. E isso, já temos que baste na Europa....

barb michelen disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Vera disse...

Sem dúvida que Cuba é um dos países a visitar brevemente!!
Vamos ver é se quando realmente o regime cair e os Estados Unidos tentarem tomar conta daquilo, não se torne mais um país fútil e sem interesse...

Obrigado pelo coment, também gostei bastante do teu blog, aborda questões interessantes!

Share Button