quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Blogosfera Fenomenalis

Que fenómeno é este da Blogosfera? Porque é que "todos" nós temos um blogue, e que influência tem nas nossas vidas..... Sim, porque actualizar um blogue não é tarefa fácil...... E na vida dos outros??

A blogosfera é novo meio de fazer jornalismo. De cada pessoa ser "um jornalista". Cada um tem o seu próprio "jornal"...... As opiniões são emitidas. Posteriormente, há a possibilidade de abrir a discussão a outras pessoas, que pertencem ao "jornal" ou não. É esta a grande novidade e vantagem dos blogues. A possibilidade de haver uma discussão posterior áquilo que foi escrito.

Será que um blogue é capaz de influenciar os outros?

Será que ter um blogue é um meio para atingir um fim? De ir a uma eleição?

Ter um blogue, é possuir um meio de comunicação nas nossas mãos. De construir a nossa própria opinião e de a partilhar com os outros. De nos podermos mostrar que também possuímos capacidade para "escrever" e "falar" sobre aquilo que nos rodeia. E de criticar sem quaisquer restrições.

Será que é o Quinto Poder? Até onde irá este fenómeno?

13 comentários:

Speeder_76 disse...

Ter um blogue é importante, mas o mais fácil é criá-lo. O mais difícil é mantê-lo e torná-lo atractivo para os outros, porque, como dizia o Vasco Santana: "Chapéus há muitos!"


Pensei muito antes de criar o meu blog, pois tinha tidos experiências anteriores não muito bem sucedidas. Colaborador ocasional de alguns. Quando comecei o meu (dia 12 faz um ano), não tinha grande ideia do que iria falar, mas depois lembrei-me da dica de um professor meu, o Miguel Gaspar: "trazer algo de novo". E o segredo do meu sucesso é esse: em um ano, consegui cerca de 90 mil visitantes, pois encontrei um nicho no qual consegui agarrar: o automobilismo.


Agora, há outros factores também: o nome da pessoa (o Abrupto e o Gato Fedorento são dois dos milhentos exemplos que puluam por aí) o local onde se situam (se o meu blog estivesse no Público, teria muitos mais leitores do que tenho), etc, etc... e claro, a maneira como estão escritos, se têm bom português, construção frásica, etc...


Enfim, uma coisa é certa: daqui a dez anos estão-se a fazer teses de mestrado ou de doutoramento sobre alguns dos blogues mais famosos da praça. Queres apostar?

Tiago R. Cardoso disse...

é um fenómeno no mínimo interessante, onde até os grandes "estadistas" da nossa praça descem cá abaixo para escrever, claro que neste exemplo o objectivo é mesmo influenciar.

Influencia na vida ?
Imensa, no meu caso neste momento é simples, estou em casa de baixa, evidentemente que voltando ao trabalho será muito mais difícil andar pela blogosfera.

Joana disse...

O blog, para mim é um alívio.
não o faço para dar opiniões, mas por sentir que o tempo passa cada vez mais depressa e querer que fique tudo registado.
É uma terapia.
É uma perspectiva da vida.

É uma vontade de tentar amar todos os pedacinhos bons da minha vida.

Cleopatra disse...

Ter um blogue, é possuir um meio de comunicação nas nossas mãos. De construir a nossa própria opinião e de a partilhar com os outros.
É tudo isso e muito mais.
è isso e é uma forma de ir espicaçando a opinião píublica. De dar a conhecer outras formas de pensar.
Bom post.

quintarantino disse...

Tenho um blogue onde gosto de escrever sobre temas pelos quais me interesso, de ali deixar a minha opinião e análise sobre essas questões e de, aqui e ali, provocar o debate e a reflexão.
Mas é apenas para isto que tenho o meu blogue.
Agora, há quem os tenha para atingir objectivos pessoais em campos bem diversos. E há quem faça deles verdadeiros locais de informação.

Francisco Castelo Branco disse...

E os blogues um dia não poderão sair á rua?
Como por exemplo, fazer aquilo que o psicolaranja faz....
fazer debates, conferências...
Tudo isso é possivel fazer com um blogue ou é apenas imaginário???

P-S: Gostei das vossas intervenções......
No final da noite, venho para as comentar com maior acerto...
(Quin o teu comentario no Super Tuesday, nao ficará sem resposta.....)

Pipas disse...

Boas, a minha opinião sobre a blogosfera, não difere muito das que aqui estão expostas, eu também tenho um blog onde deixo as minhas opiniões sobre vários assuntos, se são lidos ou não? Passa-me ao lado, sei que é lido por um grupo de amigos meus, mais que isso não sei e sinceramente nem me interessa. Mas concordo que os blogues são uma forma poderosa de passar informação e até mesmo influências e opiniões e que muitos também são utilizados como uma forma camuflada de auto-promoção, seja pessoal ou de alguma organização, mas isso também cabe a nós filtrar o que queremos ler, ou deixar que nos influencie.
Boa noite
Pipas

Fernando Vasconcelos disse...

Ora bem Francisco já vi que gosta de fazer perguntas :-)
Não consigo responder a todas ... mas vou pegar nas três ultimas:

Será que um blogue é capaz de influenciar os outros?
Sem dúvida nenhuma que pode, como qualquer meio de comunicação da mesma forma que um jornal ou uma conversa de café com um amigo.

Será que ter um blogue é um meio para atingir um fim? De ir a uma eleição?
Pode ser um meio para atingir um fim claro. Também pode ser um fim em si próprio como escape, como maneira de dar forma a uma paixão, como maneira de organizar ou desorganizar ideias. Acho que há de tudo um pouco.

Será que é o Quinto Poder? Até onde irá este fenómeno?
De certa forma a net (e a blogosfera como parte dela) é esse poder. Em grande parte porque devolveu ao cidadão comum a capacidade de criar redes não mediadas por nenhuma organização especificamente endereçável e manipulavel. E isso assusta muita gente razão pela qual não me admirava nada que existisse um ataque concertado de meios contra a blogosfera e a net.

Paracletus disse...

De facto os blogs podem influenciar os outros, desde que estes se identifiquem com os seus conteúdos. Ou seja, a blogosfera está fragmentada por imensos temas, pelo que há bastante partilha e difusão de ideias, criando assim comunidades virtuais temáticas, as quais funcionam num círculo fechado, acessível apenas aos seus iniciados.
Normalmente os que escrevem (ou postam), não estão preocupados em ser lidos, pois fazem-no por prazer. Todavia, há sempre quem procure atingir um determinado tipo de público a fim de influenciá-lo, mas isso depende de cada um...
Se são o 5º poder, é discutível, pois a net ainda não está suficientemente implantada no mundo, sobretudo nos países pobres, para influenciar as altas esferas do poder, como os restantes Media (jornais, tv, rádio, etc), mas acredito que num futuro próximo isso seja possível, à medida que a tecnologia for sendo libertada da ganância do lucro...

Isabel Metello disse...

Em primeiro lugar, muito obrigada pelo comentário que me enviou. Pelo que li, o seu blog é muito interessante e é inovador num aspecto preponderante: não faculta opiniões fechadas, mas enuncia sempre questões, o que me parece uma atitude muito arejada num país onde abundam respostas conclusivas.


Quanto à questão colocada, na minha modesta opinião, os blogs permitem uma muito grande democratização no que concerne à elaboração de conteúdos e à sua divulgação. São, de facto, dispositivos que permitem uma opinião pública pró-activa. Mesmo que se aponte a banalização como uma das desvantagens desta democratização, eu penso que as vantagens são preponderantes.
No meu caso pessoal, os blogs que criei permitem-me uma certa evasão que me tem sido benéfica em vários aspectos, bem como dedicar-me à minha paixão- a escrita em vários registos- e contactar com conteúdos e mundos muito interessantes, diversos, completamente distintos dos meus, o que é sempre salutar.

Francisco Castelo Branco disse...

É interessante verificar que os blogues têm diferentes funções.
E cada pessoa que faz um blogue, o faz por diferentes necessidades: Para escrever; para se distrair, para contactar consigo própria.
Olha isto num Jornal ou outro meio de comunicação, não é possivel......

Daí que a blogosfera seja o meio de comunicação mais interessante. E arrojado......

Como serão os blogues do futuro?

Só acho que os blogues poderiam ter mais conteudo, em primeiro plano. Não sei se consigo explicar bem o que acho...

Patrícia disse...

Eu acho que os "blogs" são a nova arma pessoal, uma vez que hoje em dia somos cada vez mais livres na nossa opinião, num pós 25 de Abril em que as armas para defender os nossos direitos, desejos e pensamentos são cada vez mais fortes. Tenho dois blogs e acho que já não conseguiria viver sem eles. Afinal de contas permitem-me contornar a solidão que certos desabafos necessitam. Quando escrevo estou sozinha e em silêncio, mas posteriormente alguém me lê e me faz companhia.
Além disso muitas pessoas revelam nos seus blogs um lado mais escondido da sua personalidade e são bom estes mistérios.

Francisco Castelo Branco disse...

Concordo plenamente com o que disseste , Patrícia.
É um certo desabafo para o computador....

Share Button