quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

China : Uma nova ameaça?

O crescimento da China tem algum propósito? De dominar o mundo? De substituir os EUA como a potência da Segunda metade do Séc XXI?
Este crescimento, a nivel politico,social,económico e militar terá a ver com a afirmação no panorama internacional?
Desde há uns anos para cá que a China tem crescido. A todos os niveis.
É impressionante o ritmo que a sua economia cresce. Ao contrário dos EUA, que está em recessão........
O nivel de vida nas grandes cidades tem aumentado. Verdadeiras metrópoles. Que dizer da entrada em massa dos produtos chineses no mercado europeu? É uma tentativa de conquistar o espaço europeu. Em lugar dos EUA.
O crescimento militar também se tem vindo notar. É aí que reside a grande preocupação! Poderá a China a querer criar um conflito?
Veremos se em Agosto, nos Jogos Olimpicos não será a China a "levar" o maior numero de medalhas, ultrapassando............os habituais EUA.
Tudo isto não seria motivo de preocupação, se a China não estivesse sob um Regime comunista. É aí que reside o principal problema.
O crescimento pode ser (principalmente o militar) pode ser utilizado para potenciar uma nova ameaça global.........
Não é por acaso que o Governo português não recebeu o Dalai Lama na sua ultima visita a Portugal.................
Será que estamos ameaçados? Os EUA vão ser substituidos pelos asiáticos? Que consequências terá este crescimento no futuro? A terceira grande guerra estará próxima?

14 comentários:

Cleopatra disse...

A China é uma potência mundial.
Ou será a India?
Pequim ou Nova Deli?

Ou será que o Dalai lama até tem mais peso.
Tanto que mete medo recebê-lo?

Francisco Castelo Branco disse...

Cleo...

Acho que é a China!!
Penso que a India está a crescer aos pouquinhos. Apesar de possuir uma bomba nuclear

Não foi recebido por causa das relações Portugal-China.
Mas depois criticam a aliança com os EUA.
Enfim.......

Cleopatra disse...

Tenho um epíteto para essas atitudes "diplomáticas". Posso dizê-lo aqui? Posso? (Paneleirices!)

Cleopatra disse...

Boa sorte para o exame de amanhã. É exame de K?
Já perguntei lá na minha moon e ninguém respondeu.
Não perturbo mais a possível ou eventual directa!

quin[tarantino] disse...

A China tem condições e recursos que lhe permitem erguer-se novamente e ombrear no aerópago das nações como uma voz incómoda. Convenientemente, há quem desvie o olhar aos desmandos que por lá se praticam.
Penso ser hoje possível travar a dita Guerra Mundial em vários tabuleiros que não implicam obrigatoriamente operações ou intervenções militares de grande envergadura.
Espionagem industrial, acordos comerciais preferenciais com países que tenham recursos naturais disponíveis e onde se actua como um predador, desestabilização de governos ou apoio a regimes são formas de travar esse conflito.

rouxinol de Bernardim disse...

A China é um potencial novo polícia do universo. Direitos humanos é coisa de lana caprina. O poder económico tudo arrasa. A Terceira Guerra pode não surgir mas há cada vez mais guerras para a humanidade se entreter: guerra à fome, guerra à doença, guerra ao terrorismo e seus derivados.

Francisco Castelo Branco disse...

Cleo
É exame de Informática Juridica.....
Foi uma bela directa, sim senhor.

Quin....
é um bom ponto de vista....
Continuo a achar que a maior ameaça chinesa é o facto de ser um regime comunista.
Não é que seja anti-comunista....

Rouxinol
Bem vindo
Acho que a China é o novo Médio Oriente.
Sem dtos humanos, controlo da economia, da comunicação.
São coisas do século passado......

Carol disse...

AChina incomoda-me com a falta de liberdade e o desrespeito pelos direitos humanos.
Quanto ao mais, é evidente que esse crescimento está a fazer dela uma das grandes potência mundiais.
A terceira guerra, se possível, espero que nunca se venha a verficar. Mas, a acontecer, não me parece que venha dali. A ver vamos.

Tiago R. Cardoso disse...

Sinceramente entre a China e os EUA, não escolho nenhum...
No entanto não acredito que estejamos ameaçados, militarmente não mas economicamente sim...

Francisco Castelo Branco disse...

Carol

Mas não achas que este crescimento económico não vai dar ao militar e consequentemente a um controlo mundial?
É possivel........
Se houver 3 guerra mundial ha de vir de onde?


Tiago

Economicamente a China já ultrapassou os EUA.........

joana disse...

...a China é como uma praga...que se espalha e estraga os mais frageis...

Carol disse...

Não penso que o domínio económico tenha que levar ao confronto militar. Quanto à terceira guerra, apostava mais nos países árabes.

Miguel disse...

Emergência pacífica é um conceito conhecido entre os líderes chineses, basta ver o pensamento de Confúcio ou Laozi entre outros. Os decisores chineses mais clarividentes entendem que a globalização mudou as regras do “jogo” e que a China, por conseguinte, necessita de parceiros mundiais mais fortes e prosperos. De acordo com a perspectiva dos EUA, uma saudável economia chinesa é vital para os EUA e para o resto do mundo e vice-versa. A tecnologia e a revolução económica global criaram uma lógica de relações económicas que é diferente do passado – tornando a lógica política e institucional da actual ordem mais poderosa no seu conjunto.

Além disso, faço vénia ao ex-presidente dos EUA, Franklin Roosevelt que veu que a China torna-se-ia em breve numa grande potência, foi ele quem pressionou Churchill a colocar a China como membro permanente do CS da ONU!

Em suma, o "momento unipolar" dos EUA terminou, mas este não levará a uma luta titânica entre estas duas potências como prevêem alguns analistas da escola neo-realista, isso já foi tempo em que as potências emergentes revisionistas usavam a guerra para derrubar o statu quo, como fez a Alemanha do Kaiser Guilherme II. Aliás neste momento a verdadeira ameaça a segurança é um Irão nuclear, porque lembrem-se do que aconteceu em 1938 em Munique podiamos ter travado as ambições de Hitler e não fizemos, consequência uma nova guerra mundial. Com o Irão passasse exactamente o mesmo ou parasse agora, ou é tarde demais. Senão haverá uma vaga de medo, o que pode provocar uma nova corrida às armas e uma guerra generalizado em todo o Médio Oriente.No entanto, a paragem do programa nuclear iraniano implicará cedências a nível de desarmamento, neste caso Israel...

Francisco Castelo Branco disse...

Miguel concordo com tudo o que disseste.

Principalmente no relativo á Guerra entre os EUA e China......

Mas não estará a China ainda atrasada em relação aos EUA?
Digo isto, porque referiste que os EUA já não são uma potência Unipolar......

Apesar do crescimento Chinês, ainda considero que os EUA ainda são a maior potência mundial.
A China para lá caminha. Mas vai ter concorrência. Até da Russia ou da India, que igualmente estão a crescer.

Militarmente e economicamente a China ainda está atrás dos EUA.
(ATÉ no medalheiro Olímpico....)

A minha pergunta é a de saber se existe espaço no "mundo global" para EUA e China?

Share Button