Etiquetas

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

1ªetapa : Vitória do Terrorismo

Foi uma vitória da "ameaça terrorista" e uma derrota para a liberdade.
Com a anulação da edição deste ano do Lisboa-Dakar devido á ameaça terrorista da AL-Qaeda, muitos perguntarão se vale a pena ceder ás ameaças ou correr riscos..........
Como foi muito bem respondido pelos pilotos, valeria a pena correr riscos. Isto porque, a aventura está em primeiro lugar. E depois vem a segurança. É a perspectiva desportista.
Do lado organizacional e politico, a segurança está em primeiro lugar.
E porque quem manda são os politicos e organizadores, a prova foi cancelada.
Mais uma vez o terrorismo venceu a liberdade. De se lançar à estrada e entrar numa aventura.
Devido a esta ameaça milhares de pessoas vão entrar em prejuizo. O objectivo foi conseguido. Pela parte terrorista, claro.
Será que não estaremos a ficar paranóicos com tanto securitismo? Apesar da ameaça ter sido considerada "muito séria", não estaremos a deixá-los que ganhem constatemente? Aonde está o exemplo dado por quem governa após os atentados de 11\9, 11\3 e 9\7? Os exemplos demonstrados por estas populações atingidas não servem de exemplo?
Não podemos ficar em casa por causa das ameaças. Há que combatê-las, pelas armas e na inteligência.................
Hoje vão ficar em casa milhares de pessoas. Aqueles que queriam gozar esta aventura. E quem queria ver os seus favoritos em acção (na Tv ou ao vivo).
Á espera que os terroristas nos deêm luz verde para arrancar........................

6 comentários:

quintarantino disse...

Francisco, posso ser politicamente incorrectp? Posso? Eu, que até sou mais inclinado às esquerdas, acho que vai sendo tempo das sociedades (eu digo, sociedades) ocidentais se lembrarem que ou tomam medidas (o que exige coragem, suor e lágrimas) ou quando dermos por ela temos esses "filhos da sua ..." a mandar em nós.
Estamos ante um confronto de civilizações. O nosso modelo pode e deve ser melhorado, mas o que esses dromedários propõem é melhor em quê?

Tiago R Cardoso disse...

A questão se colocar é se os aspectos desportivos se podem sobrepor aos da segurança ?

Será que cancelar é dar uma vitoria aos terroristas ou proteger a vida de pessoas ?

Francisco Castelo Branco disse...

Tiago eu acho que é dar uma vitória aos terroristas.
Por uma questão de enfrentar os problemas.
É ceder perante aqueles quue nos querem meter medo.
Eu sei que a ameaça desta feita era real. Mas não o foram outras? Aquando do Euro não havia muitas ameaças?
Com tudo isto, milhares de pessoas ficaram em casa.
A minha questão é porque não se fizeram ouvir os pilotos? Verdadeiros protagonistas da prova.
Concordo com a decisão da ASO.
O que questiono é o seu "recuo" perante a ameaça terrorista.
O recuo que os ocidentais estão a fazer em relação ao terrorismo.
Tive me Londres meses depois do 7 Julho.
Tive lá uma semana. Andei sempre de metro. Houve duas ameaças de bomba.
A minha reacção? Estava um pouco transtornado mas calmo e sem medo.
Reacção dos ingleses? Continuaram as suas vidas normalmente. E a policia tratou de tudo
Sei que são coisas diferentes, mas o que pretendo dizer é que deve haver um minimo de risco. Talvez neste caso, não tanto. Mas se em Junho a Al-Qaeda ameaçar o Europeu, o que vai acontecer? Cancelar o torneio? Nem pensar.
Acho que da parte da Organização houve um excesso. E como nos grandes eventos, há sempre uma alternativa. Desta vez não houve.
Temo pelo futuro do Dakar......

Francisco Castelo Branco disse...

Quintarantino........

Concordo plenamente.
As democracias ocidentais, nomeadamente as Potências, excepção feita aos EUA e Inglaterra, nada têm feito para combater este flagelo.
Não admira que este recuo venha da parte francesa (Governo e organização).
Aquando da Guerra do Iraque, também recuaram. Ontem recuaram, mais uma vez.
Pensava que Sarkozy era diferente de Chirac nas questões externas. Mas pelos vistos, não é!
O que se passou foi um recuo ocidental face aos terroristas.
Espero que os dromedários não cheguem a mandar em nós.
Mas pelo que se tem visto, estão a começar a fazê-lo.
Não houve vitimas mortais, mas sim morais

Cleopatra disse...

Tens razão Francisco, parece que até temos medo. E temos. Mas se estão em risco vidas...é necessário ser cauteloso.
No entanto que vamos fazer?
Vamos continuar a ignorar?
Não tarda estão a dizer-nos a que horas devemos ver o noticiário ou onde devem voar as companhias aéreas.

Qto ao Tango, não queiras lições de tango iguais às do livro,
é sinal de que é feliz.

Qto às outras lições de tango...porque não??
mas só depois dos 7 exames. eheheh

Francisco Castelo Branco disse...

Então combinado! lol
Eu tambem tenho 7 exames hehehe.
E só depois é que vamos ter tango :)

Agora acho que não podemos ignorar o que é obvio : é uma ameaça global e temos de combatê-la. Não ignorá-la

Share Button